Doenças oculares

O que é leucoma corneano?

O leucoma corneano, também conhecido como opacidade da córnea, um problema que atinge a córnea, região transparente na superfície ocular e responsável pela entrada de luz até a retina. Para saber mais sobre este problema, quais são as principais causas e tratamento da córnea opaca, continue lendo! 

 

O que é córnea opaca?

 

A opacidade da córnea é um distúrbio que atinge a estrutura transparente localizada na frente do globo ocular, também conhecida como córnea, retirando sua transparência. A córnea compõe a parte fibrosa do olho, junto com a esclera, e funciona como uma espécie de lente, focando a luz da pupila na direção da retina ocular.

 

A córnea também serve como uma proteção para o sistema ocular. Ao se tornar opaca, a córnea adquire um aspecto branco ou turvo.  Com papel fundamental para a visão, qualquer alteração na córnea pode afetar diretamente a capacidade de visão do indivíduo e causar várias complicações visuais. 

 

Quais são as causas da opacidade da córnea?

 

Existem muitas causas para o leucoma corneano, que pode ser inclusive uma condição congênita. Dependendo da causa, o médico oftalmologista pode sugerir um tratamento que reverta a opacidade, sem necessidade de realizar uma cirurgia. Mas tudo depende da causa da córnea opaca. As causas mais comuns são uma infecção, lesão ou inflamação do olho, mas outros motivos podem incluir: 

 

Alguns fatores de risco aumentam as chances de desenvolver opacidade da córnea. É muito importante informar o médico se você se encaixa em um dos quadros abaixo: 

 

  • Deficiência de vitamina A ou quadros de desnutrição;
  • Herpes do olho (também conhecida como queratoconjuntivite herpética);
  • Sarampo – em casos que a doença causa uma cicatrização e/ou infecção no olho.

 

Principais sintomas da córnea opaca

 

Os sintomas a seguir também podem ser causados por outras condições de saúde, por isso, não assuma que é devido à opacidade da córnea. É importante consultar um oftalmologista imediatamente:

 

  • Perda ou redução da visibilidade;
  • Sensação de um “corpo estranho” ou dor no olho;
  • Sensibilidade à luz ou vermelhidão;
  • Região do olho que parece turva, leitosa ou opaca.

 

Observe bem seus olhos. Se a superfície externa de um (ou ambos) parecer menos transparente, marque uma consulta com o oftalmologista o quanto antes. O leucoma corneano, se não for devidamente tratado, pode levar à cegueira. 

O diagnóstico

 

O médico vai perguntar sobre os sintomas e seu histórico médico, incluindo doenças e possíveis lesões, além de realizar um exame físico. O ideal é chegar na consulta ligeiramente preparado, para facilitar o diagnóstico. 

 

Liste os sintomas e explique há quanto tempo surgiram. Apresente também seu histórico médico, incluindo medicamentos e suplementos que você toma regularmente (se tiver exames recentes, é bom levar consigo). 

 

Durante o exame oftalmológico, o médico pode dilatar as suas pupilas – é bom ter alguém te acompanhando durante a consulta. Através de instrumentos como uma lâmpada de fenda, ele irá focalizar uma onda de luz de alta potência nos olhos, para examinar a córnea e outras estruturas do olho.

 

Tratamento do leucoma corneano

 

Como essa é uma complicação que tem inúmeras causas diferentes, o tratamento pode ser diferente em cada cenário e variar dependendo do quão grave é o estado. Em geral, o oftalmologista pode receitar medicamentos orais ou colírios que contêm antibióticos, esteróides ou ambos. 

 

Dicas e prevenção da córnea opaca

 

Para diminuir as chances de desenvolver um leucoma corneano, fique atento às dicas:

 

  • Tome cuidado e evite feridas nos olhos. Sempre utilize proteção para os olhos durante qualquer atividade potencialmente perigosa e certifique-se que eles estão bem posicionados, apertados contra a pele, para evitar que um objeto estranho entre pela abertura e danifique o olho;
  • Siga as recomendações da sua lente de contato no que diz respeito aos cuidados e limpeza das mesmas. Não durma de lentes de contato!;
  • Consulte seu médico imediatamente diante de qualquer suspeita de infecção ocular, ou qualquer um dos sintomas acima, incluindo conjuntivite, caso machuque um olho ou sinta alguma dor ou deficiência de visão.

 

A melhor forma de tratar esse e outros problemas de saúde ocular é consultando seu oftalmologista periodicamente!

 

Ouça o post

O artigo escrito por:

Profissional Técnica Óptica, é formada em Técnico Óptico no Senac Tiradentes e tem mais de 18 anos de experiência na área. Tem conhecimentos avançados sobre lentes de contato, podendo facilmente identificar, interpretar e aplicar tecnologias disponíveis para adaptação de lentes de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.