Curiosidades

Luz azul de celulares e computadores pode levar a cegueira? Saiba mais!

As tecnologias estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia. Não à toa, é difícil imaginar 24 horas sem ter contato com algum tipo de computador ou celular. A tendência, inclusive, aponta para uma presença cada vez mais constante deles.

Por mais que isso traga uma série de facilidades para a rotina, é preciso ter cuidado com a saúde. Tanta exposição pode impactar nosso olhos – e isso acontece por conta da luz azul emitida pelos celulares e computadores. As consequências são várias e, a longo prazo, pode resultar até mesmo em cegueira!

O que é a luz azul e por que ela é tão prejudicial?

Esse nome é dado a um raio luminoso invisível aos olhos humanos – mas que ainda sim são captados por nosso globo ocular. A maior fonte dessa iluminação é o sol. De forma natural, ele nos ajuda a ficarmos despertos durante o dia. 

Isso porque a luz azul impede a produção da melatonina – um hormônio importantíssimo para induzir ao sono. Por isso, durante a noite, quando não há a presença do sol, ficamos mais sonolentos. O problema é que esse raio luminoso também é emitido de forma artificial pelas telas de computadores e celulares.

Logo, malefícios a curto e médio prazo da exposição constante, principalmente à noite, é a dificuldade para dormir ou até a insônia. Mas não é só isso. Outro problema que a luz azul causa em nosso corpo é a degeneração celular dos olhos. 

Essa afirmação foi feita pela Universidade de Toledo, nos Estados Unidos, e publicado pela revista científica Nature. Segundo os pesquisadores, o espectro da luz azul-violeta é potencialmente tóxico para as células fotorreceptoras da retina – e o resultado é sua degeneração. Em casos extremos, isso pode levar até mesmo à cegueira.

Diminuindo os danos

Muitos estudiosos estão investigando o assunto e, certamente, ainda há muito o que se descobrir. Mas já existem alguns cuidados que podem ser adotados hoje mesmo. Confira:

  • Aproveite o modo noturno: muitos não sabem, mas os computadores e celulares possuem um modo de brilho que diminuem a presença da luz azul. Essa configuração pode ser ajustada de forma automática para o período da noite. Verifique as ferramentas do seu dispositivo e ative essa ferramenta – os olhos agradecem.
  • Deixe sua visão descansar: a cada meia hora em frente às telas, descanse por 20 segundos. Para isso, tente olhar para o horizonte mais distante que tiver. Uma ida à varanda ou à janela podem ajudar. Isso faz com que nossos olhos descansem, já que ao olharmos para objetos próximos, os músculos da região se contraem. Esse cuidado, inclusive, evita não só a exposição exagerada à luz azul, como também previne a Síndrome Visual Relacionada à Computadores.

Experimente os óculos que filtram a luz azul: claro que moderar o uso de dispositivos é a melhor solução, mas nem sempre isso é possível – ainda mais em tempos de home office. Por isso, uma boa ideia é colocar os óculos próprios para exposição às telas. O apelo estético não é dos melhores, já que as lentes costumam ser alaranjadas ou amareladas, mas eles funcionam bem para a saúde ocular.

Ouça o post
Voiced by Amazon Polly

O artigo escrito por:

Profissional com sólidos conhecimentos técnicos que estão alinhados com sua experiência prática. Atua no segmento oftalmológico a mais de 20 anos. Focando principalmente em alternativas diferenciadas e inovadoras nas suas funções. Esse conjunto de características oferece aos clientes uma relação perfeita entre a córnea e os diversos tipos de lentes de contato. Trazendo ao usuário o máximo de qualidade a sua visão.“ Tenho como princípio básico que a personalização do atendimento leva a excelência”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.