Lentes de contato

Síndrome do olho seco pode aumentar exposição ao coronavírus. Saiba mais!

A primavera está chegando e, com isso, muitas cidades já estão sofrendo as consequências das elevadas temperaturas. Um dos problemas principais desse tempo é a baixa umidade do ar – isso influencia a hidratação do corpo. 

Não à toa, sede constante, boca rachada e pele seca são sintomas facilmente sentidos nesse período. Mas os problemas não param por aí – os nossos olhos também são impactados. Para entender como isso é acontece, é preciso ter em mente que 90% das nossas lágrimas são feitas de água.

Essa umidade cria uma camada protetora no globo ocular que diminui as chances de microorganismos nocivos contaminarem a região. Por isso, quando a composição ou produção das lágrimas é alterada, principalmente por falta de água, os olhos ficam mais passíveis de desenvolver uma inflamação conhecida como Síndrome do Olho Seco.

Os sintomas e a prevenção

Os principais sinais desse problema são vermelhidão, ardor e coceira constante – algo fortemente contra-indicado em tempos de pandemia. Comum entre os idosos, essa Síndrome começa a preocupar também entre o público mais jovem.

Isso porque, além dos cuidados para hidratação corporal e umidade do ar, as telas favorecem esse problema de saúde. Quando estamos no computador ou celular, piscamos menos – e isso aumenta o ressecamento na área. É que a cada piscada, nossos olhos fazem uma lubrificação natural.

Por isso, o indicado é que, a cada 1 hora em frente às telas, cada indivíduo tenha 10 minutos de descanso. Ir até a janela ou fazer qualquer outra atividade que não envolva o celular, por exemplo, pode deixar nossa visão mais saudável.

Síndrome do Olho Seco e o Coronavírus

Quando os olhos estão irritados, algo comum na Síndrome do Olho Seco, a região aumenta a quantidade de receptores. Como resultado, a área fica mais suscetível para contaminações.

Não é segredo que a COVID-19 pode ser transmitida pelos olhos, nariz e boca. Dessa forma, é muito importante seguir as orientações de saúde (como uso de máscaras, distanciamento social e limpeza constante das mãos) e manter o corpo saudável – e isso inclui o nosso globo ocular.

Para ajudar, separamos algumas dicas que podem fazer a diferença nessa época de tempo seco:

  • Não passe muito tempo em frente às telas
  • Se for usar um colírio, procure antes um oftalmologista para evitar os riscos da automedicação
  • Beba, pelo menos, 2 litros de água por dia
  • Dê preferências aos alimentos nutritivos e frescos e faça exercícios diariamente – assim, a imunidade fica fortalecida
  • Use umidificadores de ambiente quando a umidade do ar estiver baixa
Ouça o post
Voiced by Amazon Polly

O artigo escrito por:

Profissional com sólidos conhecimentos técnicos que estão alinhados com sua experiência prática. Atua no segmento oftalmológico a mais de 20 anos. Focando principalmente em alternativas diferenciadas e inovadoras nas suas funções. Esse conjunto de características oferece aos clientes uma relação perfeita entre a córnea e os diversos tipos de lentes de contato. Trazendo ao usuário o máximo de qualidade a sua visão.“ Tenho como princípio básico que a personalização do atendimento leva a excelência”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.