Doenças oculares

Saiba o que é daltonismo, tipos e causas

Também chamada discromatopsia ou cegueira parcial das cores, o daltonismo é um distúrbio visual que dificulta ou impossibilita a percepção e a diferenciação das cores vermelho, amarelo, azul e verde. Descoberta pelo químico John Dalton em 1789, a deficiência visual também pode acarretar na ausência total de cores, deixando a visão em tons de preto e cinza, mas são raros os casos em que isso acontece. Nesse post, vamos explicar o que é daltonismo, quais os tipos e causas.

 

Causas do daltonismo

O distúrbio está ligado majoritariamente a uma alteração genética hereditária e recessiva no cromossomo sexual X, que causa ausência ou mutação dos cones, células dos olhos responsáveis pela diferenciação de cor. Por terem apenas um cromossomo X (ao contrário das mulheres, que têm dois), os homens estão mais suscetíveis ao daltonismo.

Menos comum, o daltonismo também pode ser adquirido a partir de doenças ou lesões neurológicas e traumas ópticos como Glaucoma e Catarata. Alguns medicamentos e produtos químicos também podem colaborar para o desenvolvimento do distúrbio.

 

Tipos de daltonismo

  • Monocromacia: Bastante raro, afeta todos os tipos de cones, fazendo com que a visão tenha apenas tons de preto, branco e cinza.
  • Dicromacia: Dividida em Protanopia (ligado à cor vermelha), Deuteranopia (relacionado ao verde) e Tritanopia (relativo ao amarelo e ao azul), esse tipo de daltonismo é causado pela ausência ou alteração em um ou dois cones. Nele, as cores que não são percebidas ganham tons de marrom ou rosa claro.
  • Tricromacia anômala: Também dividido em três subgrupos, causa principalmente alterações de contraste e saturação para apenas um tipo de cor. A Protanomalia causa alterações para o vermelho, a Deuteranomalia no verde, e a Tritanomalia em cores no espectro entre azul e amarelo.

 

 

Diagnóstico do daltonismo

Muitas vezes percebido durante a fase escolar, o daltonismo pode ser diagnóstico a partir de exames de vista simples, como Teste Ishihara, no qual o paciente precisa identificar número, letras ou símbolos impressos em uma cor ligeiramente diferente do que a do fundo.

 

Daltonismo tem cura?

Sem cura definitiva, o distúrbio não evolui e não tem tratamento, mas é possível melhorar a visão com o uso de óculos especiais que corrigem o daltonismo ou ferramentas, filtros e aplicativos que mudam o espectro de ondas de luz, tornando algumas cores visíveis.

Ouça o post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.