Doenças oculares

O que é catarata? Sintomas e tratamentos

Um dos males de visão mais comuns, a catarata se desenvolve lentamente e atinge principalmente pessoas com idade avançada. Responsável por mais da metade dos casos de cegueira em todo o mundo, ela ocorre em mais de 20 milhões de pessoas e é impulsionada pelo aumento da expectativa de vida das pessoas, que acaba elevando as chances do surgimento da doença.

Mas o que é catarata?

Opacidade da lente natural do olho (cristalino), a catarata é uma doença progressiva e bastante comum principalmente entre idosos. Além da conhecida catarata senil, existem variações da doença como a catarata traumática, causada por acidentes com descargas elétricas e radiação, a catarata secundária (doença ocular), a catarata induzida por medicamentos e a catarata congênita infantil.

Quais os sintomas da catarata?

Os sintomas de catarata se manifestam lentamente e acabam por interferir no dia a dia das pessoas. A visão nublada/confusa é o mais claro e conhecido sinal do problema e é facilmente identificado quando há dificuldade em dirigir um automóvel, ler um livro ou de identificar e interpretar a expressão facial das pessoas. Brilho excessivo ao olhar em direção ao sol ou à pontos de luz artificial, visão dupla, alteração na qualidade da visão próxima e mudanças constantes nas prescrições dos óculos são outros sintomas bastante comuns.

Grupos de risco

Além do envelhecimento natural  outros fatores colaboram para o desenvolvimento da catarata, como a superexposição à luz solar ou radiação ultravioleta, diabetes, uso exagerado de esteroides, vitrectomia, lesão ocular, glaucoma, descolamento de retina, e retinite pigmentosa. Estudos recentes apontaram ainda que pessoas que nascem em famílias com histórico de catarata têm mais probabilidade de desenvolver a doença ao longo da vida.

Prevenção e tratamentos para catarata

O único método comprovadamente eficaz para tratar a catarata é a cirurgia que remove a lente turva do olho, substituindo-a por lentes artificiais intraoculares (LIO). O procedimento é seguro, a recuperação rápida, e ele pode ser realizado seguramente ainda nos primeiros estágios da doença.

Como prevenção, algumas medidas podem ser tomadas, como realizar exames oftalmológicos anuais, utilizar de óculos de sol e manter uma dieta saudável, baseada em minerais e vitaminas. Consumir álcool e fumar podem agravar os sintomas de catarata, e diabéticos devem ter precaução extra.

Ouça o post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.