Curiosidades

Oftalmologia veterinária: Como cuidar dos olhos do seu pet.

Um dos órgãos mais sensíveis em nosso corpo são os olhos, pois são terminações nervosas que ficam sempre expostas, sendo alvo fácil para infecções por bactérias, vírus, agentes externos e traumas. Para os cachorros e gatos, não é diferente. É necessário tomar alguns cuidados, uma vez que a prevenção é sempre o melhor remédio. 

Dependendo da raça de seu pet, os cuidados são diferentes! 

Antes de falarmos de alguns casos em específico, é importante pontuar algo que é igual para todos os casos: remelas. Defesa natural do corpo, as remelas protegem os olhos contra infecções pelo seu poder de limpeza. Porém, os animais não conseguem limpar por si só, sendo necessário fazer a limpeza para eles com gaze e soro fisiológico. 

Mas vamos falar sobre como cuidar dos olhos do seu pet? Continue lendo o blog para saber mais.

Pets com pelos longos 

Devido aos pelos longos de raças como Border Collie, Lhasa Apso ou Yorkshire, os olhos são prejudicados pelo acúmulo de sujeira, trazendo perigos de infecções aos olhos dos cães. A dica é cortá-los com uma tesoura sem ponta, prevenindo doenças oculares.

Pets com grande produção lacrimal

Algumas raças são mais propensas a produção lacrimal, que quando secam produzem remela que podem prejudicar a visão de seu pet. Como citado no início do texto, todos os cachorros necessitam realizar limpezas frequentes, porém com certas raças é preciso atenção em dobro. Essa condição é também frequente com raças com olhos caídos. E caso você tenha algum cachorro dessas raças, fique atento: Cocker Spaniel,  Basset Hound, São Bernardo,  Mastiffe, Bloodhound entre outros. 

Outro motivo para a produção lacrimal pode decorrer da conjuntivite alérgica, viral ou bacteriana. A irritação pode ser tratada com colírios específicos para cada caso.   

Pets com focinho achatado

Cães que têm o crânio com menor pálpebra e espaço para o globo ocular devem tomar cuidado com pressões e choques. Se o  globo ocular pode saltar para fora do crânio, se tornará um caso grave! Raças como Buldogue inglês e francês, Boxer, Pequinês, entre outros com essa características, podem também desenvolver a síndrome do olho seco. 

Cuidados essenciais 

Alguns cuidados são essenciais para qualquer tipo de animal de estimação. Na hora do banho, utilize sempre shampoo neutro, para não correr o risco de irritação no olho do animal, uma vez que pode levar a uma úlcera no olho. 

Para quem leva seu bichinho no banco de trás do carro, não o deixe solto, pois batidas podem provocar danos sérios ao globo ocular deles. Além do mais, vento em excesso também pode irritar seu olhos, principalmente em viagens longas ou consecutivas.

Para todo caso, existe hoje em dia a oftalmologia veterinária. Caso note algo diferente do habitual, como por exemplo, coçar demasiado no olho em sua perna, não hesite em levá-lo a um especialista. Com condições ideais para cuidado do seu animal de estimação e os cuidados citados no texto, vocês terão muitos anos de amor pela frente!

Ouça o post

O artigo escrito por:

Profissional Técnica Óptica, é formada em Técnico Óptico no Senac Tiradentes e tem mais de 18 anos de experiência na área. Tem conhecimentos avançados sobre lentes de contato, podendo facilmente identificar, interpretar e aplicar tecnologias disponíveis para adaptação de lentes de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.