Curiosidades

Você sabe qual a anatomia do olho humano?

O olho humano é uma das estruturas mais delicadas e complexas do corpo humano. Cada uma das muitas partes é responsável por uma atividade e, no final, o conjunto de todas elas permite a visão. Mas você sabe como funciona a anatomia do olho e quais são as partes que os compõe?

Situado em uma cavidade do crânio chamada cavidade ocular, o olho humano é envolvido por camadas de gordura, que oferecem proteção e permitem a liberdade de movimento, regido por 6 músculos oculares. Anatomicamente, o olho pode ser dividido em duas partes principais:

  • Segmento anterior: composto pela esclera, córnea, íris, corpo ciliar, humor aquoso e cristalino. 
  • Segmento posterior: é constituído pela coroide, membrana de Bruch, humor vítreo e retina. 

Quando os olhos estão abertos, a luz passa através das estruturas transparentes e sofre refração para atingir a retina no ponto certo (mácula). Conheça mais sobre as principais partes dos olhos e para que servem a seguir:

 

Córnea

A córnea é a estrutura mais externa do olho, e é responsável pela refração. Ou seja, ela focaliza a luz que chega aos nossos olhos e é considerada a “janela dos olhos”. Ela é uma calota cristalina, situada em toda a frente do olho e formada por células de revestimento planas e transparentes. Apresenta uma curvatura não regular, com a região central mais plana que a área periférica.

Muito delicada e sensível, ela possui diversas terminações nervosas e tem como função desviar a luz que chega aos olhos na direção da retina. Outra função é proteger os olhos contra traumas e contaminações.

Esclera 

É a parte ‘branca’ do olho, ligada a córnea. Também chamada de esclerótica, ela é uma camada fibrosa de revestimento externo do globo ocular, onde se fixam os músculos extraoculares – responsáveis pelos movimentos do olho. Também atua na manutenção da forma do olho e, junto com a córnea, proteger as estruturas internas do olho.

Conjuntiva

É uma membrana transparente e fina que fica entre a esclera e as pálpebras. Ela possui diversos vasos sanguíneos e protege a superfície do olho contra agentes externos, além de fornecer lubrificação para a região. 

Íris

A íris é a parte que dá “cor” aos olhos (castanho, azuis, verdes). Ela possui uma abertura central, a pupila, e fica localizada logo atrás da córnea e abre ou fecha de acordo com os músculos localizados na íris. A abertura das pupilas varia inversamente de acordo com a luminosidade do ambiente (se está escuro, a pupila fica mais dilatada para conseguir captar mais luz). 

Corpo ciliar

Localizado atrás da íris, o corpo ciliar forma um fluido intraocular chamado aquoso, e é responsável por manter a pressão ocular no formato esférico. Ele também ajuda a mudar o foco, mudando a formação do cristalino, o que ajuda a enxergar mais de perto ou de longe. 

Cristalino

Como dito acima, o cristalino é a parte responsável por focalizar a luz que entra via pupila e formar as imagens na retina. É uma estrutura gelatinosa e flexível, logo atrás da nossa pupila. É o cristalino que faz o ajuste de foco que permite a leitura. 

Humor vítreo

O humor vítreo ocupa a parte central do globo ocular. 

Retina

É na retina que as imagens se formam. A camada mais interna do olho, essa estrutura é composta por um fino tecido nervoso, responsável por transmitir via nervo óptico as imagens ao cérebro. A parte central da retina é chamada de mácula, responsável pela visão dos detalhes e das cores, enquanto o restante é formado de bastonetes, células sensíveis à luz e que também permitem a visão em ambientes de pouca luz. 

Coroide

A coroide é a camada média do olho que supre as células da retina de oxigênio e nutrientes através da sua alta vascularização. Ela é essencial para o bom funcionamento da visão, uma vez que faz a manutenção da retina e da esclera.

Nervo óptico

O nervo óptico é a união das fibras nervosas da retina, que realiza a conexão do olho com o cérebro e transmite as imagens capturadas pela retina. Ele possui vários vasos sanguíneos ao longo de sua estrutura, que levam nutrientes e oxigênio. 

Glândula lacrimal

A glândula lacrimal fica na parte interna da pálpebra superior, e é responsável pela produção de lágrimas. Sua função é umedecer a superfície ocular e evitar seu ressecamento, além de nutrir a córnea e retirar substâncias estranhas que possam chegar aos olhos. 

Pálpebras

A movimentação das pálpebras (o ato de piscar) distribui as lágrimas pela superfície do olho. Elas são consideradas anexos oculares, formadas por um tecido músculo-fibroso e recobertas por pele na sua parte externa.

Cílios

São pequenos pelos nas bordas externas das pálpebras, que formam uma espécie de franja e protegem os olhos de partículas suspensas no ar ou sujeira. 

Como você pode ver, são muitas estruturas responsáveis pela manutenção da visão. Agora que você já conhece cada uma das partes, está preparado para identificar mais facilmente quando surgir algum problema e comunicar o seu oftalmologista.

Ouça o post

O artigo escrito por:

Profissional Técnica Óptica, é formada em Técnico Óptico no Senac Tiradentes e tem mais de 18 anos de experiência na área. Tem conhecimentos avançados sobre lentes de contato, podendo facilmente identificar, interpretar e aplicar tecnologias disponíveis para adaptação de lentes de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.