Doenças oculares

Qual a diferença entre estrabismo divergente e estrabismo convergente?

O nome pode até ser complicado, mas o estrabismo é uma doença bem comum e certamente você já encontrou uma pessoa que sofre de tal mal. Uma pessoa estrábica é uma pessoa vesga. O estrabismo é provocado por uma deficiência nos músculos oculares, mais precisamente nos seis principais músculos dos olhos responsáveis pela movimentação e orientação do posicionamento paralelo dos olhos. Quando há deficiência nos músculos, ocorre o estrabismo.

Imagem: clinicasperti.com.br

Imagem: clinicasperti.com.br

Este controle dos movimentos dos músculos oculares é de responsabilidade do cérebro, que por sua vez envia impulsos nervosos para manter os olhos balanceados para que possamos enxergar com mais precisão. O estrabismo pode se manifestar na infância (estrabismo infantil) de maneira natural ou já na fase adulta, sendo que neste último caso, a doença surge com maior incidência após lesões traumáticas no cérebro.

O estrabismo pode provocar baixa visão ou mesmo visão dupla, já que depende do tipo de estrabismo e gravidade do problema. Sobre os tipos de estrabismo, inclusive, existem três classificações aceitas pela medicina: estrabismo vertical que se manifesta com a altura variada dos olhos, e os dois principais tipos, o estrabismo divergente e estrabismo convergente.

Estrabismo divergente X estrabismo convergente

Como vimos, o estrabismo ocorre quando o paralelismo dos olhos é alterado por deficiência nos músculos oculares. Dependendo da gravidade e localização dos músculos afetados, o estrabismo pode ser convergente ou divergente. A diferença básica é que o estrabismo convergente orienta um dos olhos para dentro, para a direção do nariz da pessoa, e o estrabismo divergente para o lado oposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.