Saúde

Olhar para o sol faz mal?

A distância pode enganar alguns desavisados sobre os perigos de olhar diretamente para a estrela mais próxima de nosso sistema solar. Em proporções humanas, o sol está muito longe. Já para a galáxia, estamos pertinhos. Essa proximidade ambígua pode trazer perigos reais aos nossos olhos. Mas afinal, olhar para o sol faz mal?

Em determinados momentos pode ser inevitável o contato dos raios ultravioletas em nossos olhos, como por exemplo no reflexo do mesmo em água, neve ou areia. O contato de nossas estruturas do olho com os raios emitidos pelo sol pode trazer danos permanentes, necessitando prevenção em alguns casos, como por exemplo, eclipses solares. 

Os perigos são reais, mas tudo depende do nível de exposição aos raios emitidos pelo sol. Quer saber mais sobre os perigos de olhar para o sol? Continue lendo.

Luzes solares

Os raios solares, chamados de radiação, que atingem o planeta são divididos em três tipos: radiação visível, radiação infravermelha e radiação ultravioleta. Esses raios provocam queimaduras no globo ocular, sendo entre as citadas, a radiação ultravioleta o principal inimigo para seus olhos. 

As células da córnea, se expostos aos raios UV, formará bolhas de queimadura em seu globo ocular. Essa condição é similar a queimaduras solares em nossa pele e tem o nome de fotoceratite. Os sintomas dessa condição é a lacrimação excessiva, inflamação do tecido e a sensação de olhos esfregados por uma lixa. Esse efeito é temporário, desaparecendo dentro de 36 horas e não causa danos permanentes. 

Esse exemplo é uma das lesões possíveis que o sol pode causar em seus olhos. Confira mais alguns tipos no próximo tópico.

Lesões

O sol pode fazer mal para a sua retina – parte do olho responsável pela transformação de impulsos elétricos em imagens -, sendo essa condição possível de danos permanentes a sua visão. Quando as células fotorreceptoras são estimuladas pela radiação UV, elas liberam químicos sinalizadores que podem danificar o tecido. Essa condição pode ser revertido dentro de um ano, dependendo do dano causado.

O dano irreversível também pode acontecer, uma vez que a exposição prolongada pode causar danos a mácula ocular – uma subestrutura da retina responsável pela maior parte da visão detalhada central. Esses danos podem causar degeneração macular que resulta em cegueira!

Prevenção

Como visto no texto acima, olhar para o sol faz mal, mas existem alguns tipos de cautelas que você pode tomar. Em alguns casos, como nos eclipses solares, a utilização de óculos especiais ou materiais que atenuam a radiação é imprescindível. Esses filtros (poliéster aluminizado, polímero preto e/ou máscara de soldador) têm uma fina camada de liga de cromo ou alumínio que diminuem a intensidade de radiação aos nossos olhos. 

Outra dica para conseguir visualizar o sol sem prejudicar sua visão é a utilização da técnica de projeção. Posicione um binóculos em direção a uma folha branca, e veja a exposição aumentada do sol. Existem diversos métodos para conseguir melhores resultados dessa projeção, e essa é a mais simples para você testar em casa.

E lembre-se, nunca utilize equipamentos que focalizem os raios solares em um único ponto. Se olhar para o sol faz mal, você não imagina o dano que causará aos seus olhos se utilizar câmeras, binóculos, telescópios etc. 

O que achou do texto? Caso tenha alguma dúvida, comente aqui embaixo. Boa semana e muito cuidado com o sol!

Ouça o post
Voiced by Amazon Polly

O artigo escrito por:

Profissional com sólidos conhecimentos técnicos que estão alinhados com sua experiência prática. Atua no segmento oftalmológico a mais de 20 anos. Focando principalmente em alternativas diferenciadas e inovadoras nas suas funções. Esse conjunto de características oferece aos clientes uma relação perfeita entre a córnea e os diversos tipos de lentes de contato. Trazendo ao usuário o máximo de qualidade a sua visão.“ Tenho como princípio básico que a personalização do atendimento leva a excelência”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.