Saúde

O que é calázio? Causas, sintomas e tratamento

O que é calázio

Calázio é o nome que se dá ao inchaço na pálpebra causado pela inflamação de uma das glândulas que produzem material sebáceo, localizadas nas pálpebras superior e inferior. Similar a uma espinha, o calázio é frequentemente confundido com o terçol graças aos sintomas similares, mas os dois possuem causas diferentes e exigem cuidados distintos.

Diferenças entre calázio e terçol

Bastante conhecido entre a população geral, o terçol é uma infecção bacteriana, que causa um nódulo avermelhado e doloroso na pálpebra. Já o calázio é uma reação inflamatória do organismo quando as glândulas sebáceas da região ficam obstruídas, ou seja, não é causado por nenhuma bactéria.

Além disso, o terçol geralmente aparece mais próximo aos cílios, na borda da pálpebra, e apresenta vermelhidão, inchaço e incômodos mais acentuados que o calázio.

Sintomas do calázio

O calázio apresenta sintomas parecidos com o terçol – um dos principais motivos pela confusão entre ambos. A pálpebra fica inchada, podendo apresentar dor leve, vermelhidão e sensibilidade. Alguns dias depois, conforme a secreção sebácea permanece presa, a inflamação diminui e surge um volume arredondado na pálpebra, formando um nódulo.

Por vezes, o nódulo continua a crescer e pode chegar a exercer pressão sobre o globo ocular, provocando incômodo e visão levemente turva.

Causa do calázio

O calázio é causado pela inflamação da glândula de Meibômio, responsável pela produção da secreção sebácea (líquido muito fino e oleoso que ajuda a lubrificar o olho), e que se encontra nas pálpebras superior e inferior, imediatamente atrás dos cílios.

A inflamação dessa glândula causa uma obstrução no duto que permite a saída da secreção, e a secreção se acumula na pálpebra pois não consegue ser eliminada e forma um nódulo, chamado calázio.

Tratamento

O principal tratamento do calázio consiste em compressas mornas várias vezes ao dia (de 5 a 10 minutos, duas a três vezes ao dia, por exemplo), pois elas auxiliam na drenagem do líquido e amenizam os sintomas. Com isso, o calázio pode desaparecer rapidamente.

 O uso de pomadas, medicamentos corticoides ou antibióticos pode não ser indicado uma vez que a causa do calázio não é uma bactéria, portanto, consulte um médico oftalmologista. Em alguns casos, se o calázio surgir com frequência ou provocar alterações na visão, o médico pode drená-lo através de uma cirurgia para desobstruir a glândula sebácea.

Alguns cuidados adicionais além das compressas mornas incluem:

  • Evitar pressionar o nódulo com a mão e/ou outro objeto. O calázio normalmente regride espontaneamente e não costuma deixar cicatriz.
  • Não aplique cremes ou maquiagem na região dos olhos. O duto da glândula sebácea já se encontra entupido, e esses produtos podem intensificar o incômodo e contribuir para a obstrução.
Ouça o post
Voiced by Amazon Polly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.