Saúde

Conheça as causas do estrabismo infantil

Toda criança merece ter uma infância mais feliz possível, não é verdade? Todavia, em alguns casos, meninos e meninas podem nascer com problemas que possivelmente afetem sua condição física e interfiram no relacionamento com outras crianças, atingindo também a própria autoestima da pessoa nos primeiros anos de vida. É o caso do estrabismo infantil… Já ouviu falar?

Imagem: br.guiainfantil.com

Imagem: br.guiainfantil.com

O estrabismo infantil é um desequilíbrio que ocorre nos músculos oculares e que impede que os olhos fiquem paralelos, causando assim o estrabismo, ou popularmente falando, deixando a pessoa vesga.  Mas afinal, quais são as causas do estrabismo infantil e como realizar os tratamentos corretos na tentativa de corrigir este problema? Confira na sequência!

Estrabismo infantil: conheça as causas e sintomas

Como vimos anteriormente, o estrabismo infantil é um desequilíbrio que ocorre nos músculos oculares, mais precisamente nos seis principais músculos dos olhos e que são responsáveis pela movimentação. Todos estes músculos, quando olhamos para um ponto, devem estar 100% balanceados dentro de cada função para quem o movimento dos olhos seja harmônico. Este complexo e veloz trabalho é de responsabilidade do cérebro, através de impulsos nervosos. Aliás, este é o motivo que pessoas que possuem doenças cerebrais, como síndrome de Down ou Hidrocefalia, possuem estrabismo.

Importante que os pais fiquem atentos aos olhos dos filhos logo nos primeiros meses de vida, assim como também continuem acompanhando qualquer alteração na posição dos olhos com o passar dos anos. O motivo é que o estrabismo infantil pode se manifestar assim que a criança nasce ou também durante toda a infância. Em adultos, por exemplo, é mais raro o estrabismo natural.

Outro detalhe é que bebê, até quatro meses de vida, podem apresentar alguns sinais de estrabismo infantil, porém é um movimento natural dos olhos do recém-nascido e que o cérebro propositalmente executa para alinhar os reflexos dos olhos. Após cinco ou seis meses, se o problema persistir, pode então se configurar o estrabismo infantil. Entre os sintomas mais comuns do estrabismo infantil, a visão dupla e a baixa visão são os problemas que mais afetam o dia a dia da criança, porém somente em meninos e meninos com mais idade… Quem tem o problema antes de um ano de vida, por exemplo, não possui visão dupla.

Tratamentos contra estrabismo infantil

Óculos. O estrabismo infantil, na maioria dos casos, pode ser solucionado com o uso de óculos. Também é possível realizar intervenções cirúrgicas ou praticar exercícios ortópticos, porém é fundamental que todas as medidas indicadas pelo oftalmologista sejam realizadas antes dos dois anos. Com o passar os anos as células que provocam o estrabismo infantil podem se deteriorar e impedir qualquer tipo de recuperação.

Conheça os tipos de estrabismo infantil

Existem três tipos mais comuns de estrabismo infantil e que podem ser facilmente identificados. O primeiro deles é o estrabismo convergente (Esotropia) e é caracterizado pelo desvio do olho para dentro. Já no estrabismo divergente (Exotropia), ocorre o oposto, um dos olhos é desviado para fora. Por último, o estrabismo vertical provoca a variação de altura entre os olhos. Neste caso, um olho fica mais alto que o outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.