Doenças Oculares

Duplica o número de míopes no mundo e a tendência é só aumentar

 

Você está andando na rua, vê um amigo passando, acena para ele e não tem nenhuma resposta. Apesar de um pouco constrangedora, a situação é comum e promete ficar ainda mais frequente graças ao aumento do número de míopes.  

 

Caracterizada pela dificuldade em enxergar objetos distantes, a miopia já afeta 25% da população mundial e tem aumentado em níveis alarmantes, fazendo com que alguns especialistas falem inclusive em uma epidemia. O número de pessoas com o distúrbio tem crescido de tal forma, que a expectativa é que em apenas 33 anos, a porcentagem chegue a 50%.

 

Mas porque esse aumento?

Além do fator genético, pesquisadores têm percebido cada vez mais indícios de que ficar muito tempo em espaços fechados e encarando telas de computadores, celulares e tablets esteja causando problemas de visão. Isso porque nosso olho acaba se acostumado a focar apenas em objetos próximos e não desenvolve tão bem a visão para longe.

 

Grupos de risco

Existem dois fatores que apontam as crianças e adolescentes como os principais afetados pelo distúrbio. O mais natural e já comprovado é o fato de que eles estão em fase de crescimento, o que pode fazer com que o globo ocular se desenvolva de forma desproporcional, causando a miopia. Mas o que preocupa os especialistas é que o confinamento de salas de aula e o uso frequente de equipamentos eletrônicos tem contribuído bastante para o desenvolvimento da doença.

 

Pesquisas apontam a relação entre uma demanda educacional mais exigente e o aumento de pessoas míopes, que afeta principalmente jovens de países da Ásia e da Europa. Por ficarem muito tempo em espaços pequenos e focado em objetos localizados à mesma distância, os jovens estudantes acabam ficando com a visão acomodada, tendo dificuldades para enxergar de longe.  

 

Como evitar a miopia?

Não há como escapar caso haja alguma predisposição genética, mas estudos apontam que pessoas que passam mais tempo ao ar livre apresentam menos chances de desenvolverem o distúrbio, por isso, é importante estimular principalmente as crianças a brincar e passar um tempo fora de casa.

 

Tratamentos

Apesar de existirem diferentes métodos para tratar os sintomas, a miopia não tem cura, e a  forma mais comum de corrigir o defeito de visão é utilizar de óculos e lentes de contato.

 

Além das lentes corretivas, também existem cirurgias refrativas, que são indicadas apenas quando não há aumento constante de grau. É importante conversar sempre com um oftalmologista que esteja atualizado em relação às novas técnicas e tipos de cirurgia para saber qual o tratamento mais indicado para você.    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *