Saúde

Terapia antiangiogênica: você conhece esse tratamento?

Terapia antiangiogênica é complicada apenas na pronúncia da palavra, pois seu procedimento é muito seguro e gera pouco desconforto ao paciente. Esse tratamento é cada vez mais utilizado no Brasil para doenças que afetam diretamente a retina. 

A terapia consiste em uma injeção intravítrea, que de modo geral, é aplicado no vítreo (parte gelatinosa localizada na região posterior interna do olho). Existem diversos medicamentos que podem ser aplicados: os corticoides (anti-inflamatórios), antiangiogênicos, antibióticos, fungicidas, etc.

Hoje falaremos sobre o fármaco de antiangiogênicos, pois ele diminui a proliferação e a permeabilidade de vasos sanguíneos no interior dos olhos. Doenças rotineiras têm a terapia antiangiogênica como um tratamento, uma vez que são derivadas do excesso de vasos ou pela permeabilidade dos mesmos.

Vamos conhecer um pouco sobre a terapia antiangiogênica? Continue lendo!

 

Doenças tratadas pela terapia

Diversas doenças podem se beneficiar com o tratamento por meio da injeção intravítrea de antiangiogênico. A seguir, listamos algumas que fazem parte do dia a dia dos brasileiros. 

Degeneração macular relacionado à idade

Também conhecida como degeneração macular relacionada à idade, ou DMRI, essa doença ocorre quando a mácula, uma pequena área da retina responsável pela visão dos detalhes, acaba se degenerando graças à idade. Nesta doença são formados neovasos abaixo da retina, causando embaçamento visual e manchas pretas no centro da visão. 

Retinopatia diabética

Uma das principais causadoras de cegueira em diabéticos, a retinopatia diabética consiste em alterações nos vasos sanguíneos da retina. As anormalidades podem fazer com que os vasos se rompam, liberando sangue ou fluídos na cavidade vítrea e na região macular, causando graves problemas problemas e até mesmo a perda total da visão.

Edema macular diabético

O edema macular diabético é uma complicação da doença citada anteriormente. Se o diabetes não for tratado, há possibilidade de provocar da retinopatia virar um edema. No início não apresentam-se sintomas, mas é preciso ficar atento as imagens distorcidas, imagens borradas e dificuldade em enxergar cores.

 

Vantagens do procedimento

Se pensarmos na anatomia de nossos olhos, a retina é a parte mais isolada e de difícil acesso para medicamentos pela sua posição dentro do globo ocular. Medicações padrão, como colírios, pomadas e remédios via oral não chegam em grandes proporções para combater diversas doenças que acometem nossa saúde. 

A principal vantagem deste tipo de procedimento é a eficácia da injeção para adentrar a cavidade intraocular. Além dessa vantagem, existem outras que se relacionam com o pós operatório! A recuperação é rápida, não é necessário a internação e é rara a ocorrência de complicações.

A terapia antiangiogênica só pode ser aplicada por um retinólogo. Procure um médico oftalmologista para realizar exames de rotina, e caso esta terapia for o indicado, você estará em boas mãos.

O que achou do conteúdo? Comente e compartilhe! Até semana que vem.

Ouça o post

O artigo escrito por:

Profissional Técnica Óptica, é formada em Técnico Óptico no Senac Tiradentes e tem mais de 18 anos de experiência na área. Tem conhecimentos avançados sobre lentes de contato, podendo facilmente identificar, interpretar e aplicar tecnologias disponíveis para adaptação de lentes de contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.