Saúde

Vitrectomia ocular: conheça os riscos e sua recuperação

Responsável por manter o formato dos olhos e absorver impactos, o vítreo é uma substância gelatinosa que fica em contato com a retina e com o cristalino. A vitrectomia ocular é uma cirurgia que remove esse fluído para evitar que algumas doenças causem graves danos à visão.

Indicação

A cirurgia é bastante indicada e eficiente em casos de descolamento de retina, retinopatia diabética, buraco macular e hemorragia vítrea.

Como é o procedimento?

Com a ajuda de um vitreófago, o médico remove o fluído natural dos olhos e o substitui por uma substância salina, gás ou silicone sem necessidade de remoção posterior (com exceção do silicone).

Vitrectomia ocular dói?

Como recebem anestesia local, os pacientes não sentem dor durante a cirurgia, que leva cerca de uma hora.

Riscos e complicações

Assim como qualquer outro tipo de cirurgia, a vitrectomia tem riscos. Nesse caso, eles incluem o aparecimento de catarata, risco de infecções, aumento da pressão ocular e hemorragia.

Pós operatório

Após a vitrectomia a recuperação depende bastante de repouso e da movimentação adequada ou proibida da cabeça por cerca de 15 dias. O retorno da visão varia para cada caso e os médicos costumam receitar anti inflamatórios e analgésicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *