Doenças oculares

5 tipos de infecção nos olhos

 

Causadas por bactérias, fungos ou vírus, as infecções oculares têm sintomas semelhantes entre si e tratamentos simples na maior parte dos casos. Conheça algumas e saiba como se prevenir.  

 

1 – Conjuntivite

Uma das infecções oculares mais conhecidas, a Conjuntivite pode ser causada por vírus, bactérias ou fungos e é transmitida por contato, em ambientes fechados ou a partir do compartilhamento de objetos como toalhas e maquiagens contaminados. A inflamação na conjuntiva causa ardor, vermelhidão, lacrimejamento e sensibilidade à luz e é tratada com o uso de colírios, podendo ser evitada com o simples hábito de não levar as mãos sujas aos olhos.

 

2 – Tracoma

Afetando a córnea e a conjuntiva, o Tracoma é uma doença inflamatória causada por uma bactéria e transmitida por meio do contato direto entre pessoas ou com objetos contaminados. Os sintomas incluem sensação de corpo estranho nos olhos, coceira, irritação, ardor, lacrimejamento, inchaço, vermelhidão e secreção e, em casos mais avançados, inchaço dos nódulos e cicatrizes na  córnea e na conjuntiva, que podem levar à cegueira. Saneamento básico e acesso à água potável são fatores que contribuem para a erradicação dessa infecção ocular, que é tratada com o uso de antibióticos orais.

 

3 – Herpes Ocular

Apesar de ser um pouco desconhecida, a Herpes Ocular é um tipo comum de infecção nos olhos e causa dor nas pálpebras e inflamação da córnea, levando à cegueira e levando em risco a saúde do olho como um todo em casos mais graves. Viral, a doença pode se desencadear em situações de alto estresse e baixa imunidade, mas pode ser controlada com o uso de remédios de via oral ou injetável e colírios.

 

4 – Ceratite

Podendo ser provocada por lesões ou por infecções bacterianas, virais ou de fungos, a Ceratite é uma inflamação da córnea que causa dor, fotofobia, ardor, visão turva e vermelhidão. Podendo se desenvolver e resultar em uma úlcera corneana, a doença tem cura por meio do uso de medicamentos e colírios e sua transmissão depende do tipo de ceratite e agente causador.

 

5 – Blefarite bacteriana

Geralmente resultado do excesso de oleosidade, a Blefarite também pode ser causada por bactérias que  estimulam a produção de secreção, resultando em coceira, vermelhidão e irritação na pálpebra e nos olhos, além de um quadro de olho seco. Pacientes com esse tipo de infecção nos olhos também notam a presença de “casquinhas” nos cílios, que também podem cair ou crescer de forma anormal. Além de uma higienização adequada da pálpebra, oftalmologistas podem indicar o uso de colírios e medicamentos para melhorar o quadro infeccioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *